teatro de rua, palhaços, animações de aniversários infantis, montagem de espetáculos, oficinas, assessoria cultural, palestras, produção de eventos e muito mais.

30 de junho de 2018

Ciranduís busca reestruturação pra continuar na ativa


A Cia. Ciranduís esteve reunida com membros que passam a integrar a nova base de apoio e montagem de espetáculos, neste sábado, 30, às 10h, na sede, em Janduís/RN.

A conversa puxada por Berg Bezerra, membro da Ciranduís e Josivan Rhuann, coordenador, resultou ainda na elaboração de um calendário de atividades culturais para o II Semestre de 2018.

Será uma nova retomada com outras pessoas que passam a se engajar e a continuidade com alguns poucos integrantes que ainda conseguem ver na arte caminhos de fortalecimentos coletivos.

Há pelo menos 50 dias atrás, o grupo pensou em fechar as portas e parar suas atividades de palhaços, oficinas e algumas atividades que vinha fazendo com uns dois ou três integrantes.

Algumas conversas, agendas marcantes nos últimos dias, o legado construído ao longo de 25 anos fez novamente o grupo seguir como sempre fez, recomeçando, ensinando e aprendendo cada vez mais com os que chegam com sede de arte.

A história continua!

Festa de São Pedro e São Paulo é animada pela Ciranduís


A trupe de palhaços da Cia. Ciranduís esteve animando a Festa dos Padroeiros São Pedro e São Paulo, quarta-feira, 27, às 20h, na comunidade de Verruma, município de Janduís/RN.

O reencontro com muita gente bacana e uma roda repleta de gente que gargalhava alto. Há muitos anos a Ciranduís não participava de uma atividade social na comunidade de Verruma.

A comissão da festa tratou de contribuir com uma ajuda de custo, alimentação e a Prefeitura de Janduís, através da FUNCULT e SEMTHAS, colaborou com o transporte.

Oficinas de teatro acontecem na Escola Aluízio Gurgel


A Prefeitura Municipal através da Fundação Cultural Mestre Dadá – FUNCULT, vem ofertando formação teatral pra uma turma composta por 20 alunos.

As oficinas tiveram inicio em abril com duas turmas sendo uma pela manhã e outra à tarde. Alguns desistiram e permanece apenas a turma da tarde que recebem oficinas toda terça-feira, às 14h, na Escola Municipal Professor Aluízio Gurgel.

O trabalho é desenvolvido por Berg Bezerra, artista popular e Diretor Presidente da FUNCULT, que objetiva montar pelo menos três espetáculos temáticos a partir das oficinas semanais.


Espetáculo “Na Rua de Mala e Cuia”.


Espetáculo “Na Rua de Mala e Cuia” – apresentação durante o Projeto Fazendo Escambo, dia 13 de maio de 2017, em Caraúbas/RN.


Ciranduís participa de programação cultural em Triunfo Potiguar


A Cia. Ciranduís participou da programação alusiva aos 26 anos de Emancipação Política, segunda-feira, 18 de junho de 2018, às 20h, em Triunfo Potiguar/RN.

Durante a programação foi apresentado um espetáculo a partir de uma adaptação cordelista dirigida por Willi Kesle, com participações de Kinho Araújo e Rhuann Mallone.

O texto retrava sobre o surgimento do município de Triunfo Potiguar e envolveu música, teatro e poesia.

Espetáculo “A Loja de Chapéus” retoma em conferência municipal


O espetáculo “A Loja de Chapéus”, texto de Karl Valentin, recriação de Junio Santos e montagem da Cia. Ciranduís retomou a cena, sexta-feira, 15 de junho de 2018, às 09h, durante a Conferência Municipal de Educação, em Messias Tragino/RN.

Os atores/brincantes Berg Bezerra e Josivan Rhuann, fizeram uma verdadeira brincadeira teatral com interação do público e informação reflexiva para o bom debate.
A ação contou com a colaboração de Libégna Bezerra, fotografa e da Prefeitura Municipal de Messias Targino/RN, através da Secretaria Municipal de Educação.

Comunidade de Arrimo recebe a Cia. Ciranduís


A comunidade do Arrimo prestigiou uma noite cultural animada pela Cia. Ciranduís, durante os festejos do Padroeiro Santo Antônio, quarta-feira, 14 de junho de 2018, às 20h, no município de Janduís/RN.

O convite partiu da comissão organizadora da festa católica que contou com nossos palhaços e uma boa oportunidade pra uma galera jovem que vem crescendo no campo da arte.

16 de maio de 2018

Escolinha de futebol faz mutirão de limpeza em Janduís


Alunos e professores da Escolinha JR 10 fizeram parada essencial, terça-feira, às 16h, 15 de maio de 2018, para mutirão de limpeza no Campo Zé Pequeno, em Janduís/RN.

Há pelo menos dois anos o trabalho idealizado pelo professor e ex-atleta Josivan Rhuann, com apoio de outro ex-atleta Marcondes Gomes, vem sendo destaque pelo desenvolvimento do lazer com baixo custo.

O trabalho é voluntário e tem atraído mais voluntários como Edvaldo Xavier (Rongó), Gardel Afonso, José Carlos e tantos outros; destaca-se também a doações em serviços e materiais de amigos, empresários e mandatos.

É importante destacar a parceria com o Projeto Criança Esperança, através de uma extensão proporcionada pelo Projeto Abelhar do município de Felipe Guerra/RN.

Ciranduís faz espetáculo na abertura da Semana do Museu


O espetáculo “Assalto Pleonasmo”, texto da Cia. Os Melhores do Mundo, recriação de Berg Bezerra e produção da Cia. Ciranduís, foi apresentado segunda-feira, 14, às 19h, na antiga Estação Ferroviária, em Patú/RN.

O ato marcou a abertura oficial da Semana do Museu que deve se estender até a sexta-feira, 18, com uma vasta programação que contemplas dois museus rural e um urbano.

A ação se deu pela parceria que vem sendo fortalecida junto a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto/Chefe do Departamento Cultural.

A história construída pela Ciranduís fortalece a resistência

Berg Bezerra - artista popular

Atingir o legado de 25 anos de história para um grupo de teatro que se formalizou companhia, associação comunitária e mais tarde  foi reconhecido como Ponto de Cultura, é desafiar o óbvio.

Vingar um trabalho de arte popular numa cidade como Janduís, interior do Rio Grande do Norte, só oferecia um histórico de violência, contendo pouca movimentação financeira, castigada pela seca, era praticamente “remar contra maré”.

A Ciranduís tem sempre se configurado como grupo independente e sempre dialogou, quando houve interesse Poder Público, mandatos, amigos e empresas provadas; assim também lutou contra repressão por diversos momentos.

O fortalecimento da luta deu pernas para construir toda uma história que segue referenciando a Ciranduís como único grupo que está vivo independente de tempo bom ou tempo ruim, o que na verdade se constata sempre tempo estável.

Por momentos o grupo consegue atrair pessoas comprometidas, noutros gente que só assistem; os guardiões estão na essência azeitada pela velha guarda que ajudou a construir desde o primeiro momento e que se consagra nos novos tempos. Tem sido um caminho árduo e necessário.

Na caminhada vimos muitos grupos, projetos, ações florescerem e em certo momento desabrochar. A própria rotina de vida, a obrigação pela sobrevivência fez muita gente boa ter seguir outros rumos opostos, que não a arte e cultura.

Muitas foram às conquistas, bem como, muito foi resistir e reexistir. E aqui vamos nós carregando uma pessoa de 25 anos, um trabalho que já atingiu e superou todas as expectativas em busca de mais anos de sobrevivência.

Berg Bezerra
Artista popular


Festa com Os Nonatos – Janduís/RN.


Ciranduís aborda novo ciclo de formação

J. Rhuann - Fundador e atual coordenador da Cia. Ciranduís

A direção da Cia. Cultural Ciranduís convidou todos os membros ativo, afastados e colaboradores pra uma reunião excepcional, sábado, 12 de maio de 2018, às 10h, na sede, em Janduís/RN.

O proposito da reunião foi fazer uma abordagem sintética sobre a necessidade de uma nova reestruturação humana, mudanças de rotina e consequentemente o novo ciclo de formação que desponta.

Essa foi à terceira reunião nesse caráter em seus 25 anos de existência. Nas chamadas anteriores o grupo não tinha estrutura nem condições de se abrigar numa sede, pessoal muito jovem, sem experiência de ação, o que aponta uma situação totalmente diferente atualmente.

A necessidade de retomar os trabalhos de base se dá pela própria rotina dos membros que vinham segurando as ações diárias. Alguns precisaram trabalhar, outros estudar, alguns perderam o interesse. Daí, a necessidade de retomar e seguir em frente.

Feijoada do Grupo Dançart – Caraúbas/RN


4 de maio de 2018

Leitura coletiva da Coleção Icapuí Cenopoética I

Cenopoeta Ray Lima - autor da coleção

Durante o 48º Escambo, no período de 27 a 29 de abril de 2018, em Janduís/RN, vivenciamos uma experiência arriscada e prazerosa. Vivi muita coisa na vida, mas, a leitura de um livro inteiro com o consentimento e a cumplicidade de um grupo em torno de 25 pessoas que escolheram viver conosco essa aventura incrível.

Tendo ao meu lado o professor Valdécio Fernandes; o Poeta-atleta-professor, Rhuann Melo; o mestre-irmão de todas as artes, Junio Santos; e a atriz e professora de inglês, Rose Olíver, todos escambistas de raiz que fizeram a leitura dos textos crítico-amorosos de Junio Santos, Josy Dantas, Vitor Pordeus e Vera Dantas.

Sinceramente, pensei em algum momento que poucos dos que entrassem na sala, ficariam até o final das 102 páginas corridas sem intervalo. Para nossa alegria, o grupo foi ficando e até umas crianças que resolveram curiar o que estava acontecendo permaneceram a maior parte do tempo e atentas.

Após a leitura uma pequena roda para respirar e comentar a sensação, o impacto da leitura em cada um.
Agradecemos ao Movimento Escambo Popular Livre de Rua por acolher a ideia, aos que nos apoiaram no ato da leitura, já citados, e também o prefeito Zé Bezerra, a secretária de educação de Janduís pela presença neste estranhamente raro entre adultos nos dias de hoje.

O primeiro livro da Coleção Icapuí Cenopoética está à disposição por R$ 50,00 (Cinquenta Reais). Por envio postal incluímos as despesas referentes à postagem.

Contato: limafeliz@gmail

Gratidão,
Ray Lima Cenopoesia


Vagas abertas para oficinas de teatro em Janduís


A Prefeitura Municipal, por meio da Fundação Cultural Mestre Dadá – FUNCULT, em parceria com a Cia. Ciranduís, inicia a segunda etapa das oficinas de teatro com abertura de vagas para novos participantes.

O trabalho que é realizado uma vez por semana, toda terça-feira, nos horários da manhã e tarde, preencheu todas as vagas durante o processo de inscrições; com a ideia em pratica, houveram desistências ocasionando abertura de novas vagas.

Formam abertas pelo menos 5 vagas pro horário trabalhado entre 08h e 10:30h. As inscrições poderão ser feitas na sede da FUNCULT ou na Escola Municipal Professor Aluízio Gurgel, local de onde acontecem as oficinas.