teatro de rua, palhaços, animações de aniversários infantis, montagem de espetáculos, oficinas, assessoria cultural, palestras, produção de eventos e muito mais.

13 de janeiro de 2010

Discussão sobre cultura na reunião do PT

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores – PT, se reuniu no domingo (10) às 19h, na sede, à Rua Adrião Fernandes em Janduís, para discutir assuntos que dizem respeito ao funcionamento da sigla e de suas ações a nível municipal.

Em pauta, se discutiu a questão cultural do município que vem repercutindo de forma negativa dentro e fora do município, tendo em vista que 2009 foi um verdadeiro campo de conflitos internos dentro do partido. Daí há um entendimento que o partido deverá atuar mais este ano.

Em virtude das ações culturais em Janduís repercutirem negativamente em 2009, sem direcionamento das políticas publicas, decretos, o Movimento Escambo emitiu muitas opiniões fortes, criticas, gritos de socorro, apelos contundentes a respeito deste município que exporta arte para o Nordeste inteiro.

Diante das duras críticas de um movimento livre, o prefeito Salomão Gurgel abordou que é preciso que haja uma ruptura com o Movimento Escambo, por exemplo, haja vista que o mesmo tem sido muito desrespeitoso, na visão do prefeito. Para ele o Movimento que iniciou em Janduís em 1991 é uma prática atrasada, imperialista e que hoje não traz benefícios de cidadania.

Diante disso, o vereador Adeilson Alves e atual presidente do PT, enfocou que devido as discussões internas do PT, houve sim retaliações de grupos e artistas que tinham opiniões contrarias a algumas ações do Governo Municipal. Para Adeilson, precisa-se ter uma política cultural voltada para todos sem exclusão, nem prioridades pra uns e outros não, e uma política cultural gerida a partir da impessoalidade.

Foi abordado, que é preciso se discutir com o Governo que é do PT a reforma administrativa que está sendo feita. Assim como, levantou-se a discussão de todos os setores ocupados por membros do PT. Na discussão não houve recusa e há indícios que o partido conhecerá os nomes, poderá opinar e até indicar. Isso é o que ficou amarrado.

Ao final da reunião, foi feito um levantamento das finanças do partido e informado que a posse da nova diretoria será dia 20 de fevereiro, quando passa a assumir o Partido o companheiro Almeida Neto, agregados a outros membros do Diretório.

Há uma expectativa em cima do nome do companheiro Almeida Neto, tendo em vista que o mesmo já é uma figura que tem a cara do PT, é experiente, conhece o partido como ninguém e é um dos militantes mais atuantes da sigla. Almeida até informou que será preciso uma ação conjunta para que possamos realizar uma grande gestão nos próximos três anos.

Nenhum comentário: