teatro de rua, palhaços, animações de aniversários infantis, montagem de espetáculos, oficinas, assessoria cultural, palestras, produção de eventos e muito mais.

13 de setembro de 2010

Ausência de Poder

A Cia. Ciranduís esteve ausente de importante evento na cidade de Porto do Mangue/RN, que aconteceu sexta-feira (10), a partir das 15h, quando foi feito o lançamento de uma revista de cultura popular do RN.

O grupo foi convidado para apresentar o espetáculo “O Fuxiqueiro” ao lado de artistas como Antonio Francisco, Genildo Costa, poetas, violeiros e toda uma gama de pessoas ligadas à arte e cultura potiguar.

A falta de atenção a Cia. Ciranduís, por exemplo, reflete diretamente no intercambio que poderíamos fazer com outras cidades visando o fortalecimento da cultura regional. Lutamos por um governo que tenta inviabilizar nossas ações negando transporte, porque sabem que esse é o maior desafio que temos na cidade.

A prefeitura de Janduís esse ano contribuiu com lanches para artistas que participaram do aniversário de 17 anos da entidade, em abril, e com transporte para apresentação em Cerro Corá dia 30 de maio, junto ao Balai de Artes, quando pagamos a diária do motorista.

Contribuiu ainda, com uma postagem para o BNB de Cultura 2011 e vem mantendo a sede da entidade que é assegurada pela prefeitura de Janduís desde 1999. Porém, diálogo não existe, nem muito menos vontade de parte da Prefeitura.

Só este ano, a Prefeitura negou transporte para os Escambos de São Miguel (janeiro), Fortaleza (julho) e Lucrécia (setembro). Festa de Santana de Caicó (julho), Festival da Gastronomia de Portalegre (agosto), Festival de Cultura de Major Sales (agosto).

Enquanto que há disponibilidade para atividades de grupos/artistas ligados ao sistema político partidário da Prefeitura, desfiles, viagens de turismos e apresentações que as vezes não juntam nem oito pessoas. Não foi pra isso que lutamos por esse governo que está aí.

Lutamos por justiça. Não somos contra transporte para grupos, turismos, desfiles e outros. Sómos a favor da igualdade, independente de posições políticas dos grupos e artistas. Não somos números, somos artistas que levam nas costas o peso de Janduís.

Lindemberg Bezerra,
Membro da Cia. Ciranduís e militante do Movimento Escambo.

Nenhum comentário: