teatro de rua, palhaços, animações de aniversários infantis, montagem de espetáculos, oficinas, assessoria cultural, palestras, produção de eventos e muito mais.

31 de janeiro de 2011

Sucesso no 29º Escambo de Guaramiranga

O Movimento Escambo Popular Livre de Rua realizou seu encontro de número 29, entre os dias 28 e 30 de janeiro em Guaramiranga/CE, com muita maestria e certeza de uma consolidação coletiva em torno de suas ações.

Grupos do Ceará, Rio Grande do Norte, São Paulo, Rio Grande do Sul marcaram presença no encontro e fizeram de Guaramiranga, mais um espaço de interação, troca, debates e expansão cultural local e regional.

Foi um encontro regido com a base da solidariedade e colaboração dos grupos do Movimento, Prefeitura de Guaramiranga, o comércio Guaramiranga Imóveis. O que chamou atenção para a ação concreta foi à ajuda coletiva de cada escambista.

Como novidades, o Escambo recebeu jornalistas, fotógrafos, o Grupo Parlenda de São Paulo/SP e CiaUmPéDeDois de Porto Alegre/RS. Apresentações, vivências e debates foram as realização em evidências gerais.

Articulação do Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte é o Estado que têm mais grupos participantes do Movimento Escambo na atualidade. Porém, ainda há uma falta de motivação muito grande aos integrantes que precisam exercem atividades extras e fazer arte.

Outro fator que é complicado é o deslocamento para cidades de outros estados e municípios de mais distantes. Nem sempre os parceiros que contribuem com os transportes estão disponíveis pras datas agendadas e isso, nos deixa aflitos em alguns momentos.

Para o Escambo de Guaramiranga tínhamos uma montante de quase 60 artistas distribuídos na região do Médio Oeste e só conseguiram ir 14 pessoas distribuídas em quatro grupos. A região de Natal foi com La Trupe, Pau e Lata e Cervantes.

Os grupos Arte e Riso de Umarizal, Arte e Ginga e Tribo da Arte de Lucrécia, locaram uma besta e abriram uma vaga para um representante da Cia. Ciranduís, que representou demais grupos circunvizinhos. Um dia da caça outro do caçador.

Construção do Escambo dos 20 anos

O Movimento Escambo completará 20 anos de resistência e insistência cultural em 2011. Surgido em Janduís, no ano de 1991, por uma questão solidária, ética, moral e de enfrentamento às oligarquias do poder.

Uma ação que seria especifica para Janduís transformou-se num dos maiores Movimentos artísticos culturais do país. É um movimento forte e irreverente aberto aos diferentes tipos de pensamentos e habilidades culturais.

Para coroar tal data, Janduís irá sediar o XXX Encontro do Escambo, onde será comemorado os 20 anos de existência, agregando-se ao Projeto Raízes que irá celebrar os 18 anos da Ciranduís e homenagear os mestres locais.

Será um Escambo especial agendado para receber 200 artistas em sua estrutura e aberto a qualquer cidadão que queira estar em Janduís entre 28 de abril e 01 de maio de 2011, interagindo e brincando de resistir ao tempo.

A comunidade será mobilizada a receber os artistas, participar e ajudar na alimentação e manutenção das atividades. Será feito todo um trabalho de construção de parceiras e convites aos artistas locais, entidades afins e Poderes Públicos.

Os grupos articuladores locais que são: Cia. Ciranduís, Brincantes do Sertão e Ginga Faceira, definirão comissões, locais de apresentações que deve abranger Messias Targino e comunidades rurais.

Uma reunião com escambistas será realizada dia 17 de fevereiro, em Janduís, para apresentação do Escambo dos 20 anos aos parceiros e comunidade em geral.

Fim das férias

A Cia. Ciranduís de Janduís que dedicou o mês de janeiro para descanso dos membros, retomará seus trabalhos na primeira semana de fevereiro. Depois de estar representada no 29° Escambo de Guaramiranga/CE, a idéia é retomar com todos em ação.

Essa semana, serão retomados os ensaios dos espetáculos “Mutirão da Dengue”, “O Fuxiqueiro”, palhaços e será avaliado o II Semestre de 2010 e elaborado um novo calendário de trabalho para o início de 2011.

Nossa agenda está sendo montada com alguns compromissos já confirmados para o mês de fevereiro, e complementado com as atividades voltadas para nossa comunidade. 2011 promete ser um ano de muitas movimentações locais.

Encontro de Pontos de Cultura

Pontos de Cultura do Rio Grande do Norte conveniados com a FJA/MINC, MINC primeira etapa e suplentes, se reuniram em Natal, quarta-feira, 26, às 09h, no Auditório do IFRN, Av. Rio Branco Cidade Alta.

O encontro foi articulado para que se houvesse um entendimento acerca da atual conjuntura dos Pontos no Estado, deliberações para 2011 e informes gerais sobre prestações de contas, prêmios em atraso e demais assuntos em rede.

O Ponto de Cultura Em Cena Ação esteve presente á reunião, sob representação do artista e presidente da Associação Amigos da Casa de Cultura, Lindemberg Bezerra. Um novo encontro está marcado para o final de fevereiro.

25 de janeiro de 2011

Rumo a Guaramiranga/CE.

Grupos culturais da Região Oeste do RN, que participarão do 29º Escambo Popular Livre de Rua, entre 28 e 30 de janeiro, em Guaramiranga/CE, terão que diminuir o número de participantes pela dificuldade no transporte.

Os municípios de Janduís e Messias Targino, que seriam possibilidades de transporte, não irão contribuir desta vez, pela distância e período chuvoso em toda região, inclusive na serra de Guaramiranga.

Os grupos Arte e Riso de Umarizal, Arte Ginga, Tribo da Arte e Metamofarte de Lucrécia locaram uma besta que deverá levar em média 14 pessoas dos quatro grupos. Janduís, Messias Targino, Governador Dix-Sept e Campo Grande, deverão ser representado por um só integrante
.

Período de chuvas

Todos os dias vêm chovendo em Janduís e cidades vizinhas. É um clima frio e bom pra se produzir arte, poesia e cultura popular. Um momento magnífico para nossos pequenos agricultores que são nossos pais, membros, parentes e irmãos.

Num momento tão abençoado surgem as dificuldades naturais para os artistas de rua, que usufruem dos espaços públicos para realizar seus trabalhos. Mesmo assim, o trabalho é recompensado, porque realizamos mesmo com chuva, fenômeno raro.

Estamos no final de janeiro e continuamos com nossos membros de férias a passear, curtir o mês e a projetar como será o nosso ano de 2011. Dentro de uma semana, estaremos de volta com muita mais força e trabalho pra nossa comunidade. Que venhas às chuvas encher nossos açudes, barragens e molhar nosso chão tão seco. Tudo isso é arte!

Mais um circo em Janduís

Em julho de 2010, o nosso município apreciou os espetáculos circense do Circo Luzarte, o qual quebrou uma seqüência de quase três anos sem a presença de um circo na cidade.

Há menos de uma semana, contamos com a instalação do Circo Kaoma de Salvador/BA, próximo a Praça Hermilo Vieira, no Conjunto Verde Teto. É uma super companhia de verdadeiros guerreiros e resistentes da arte.

Quando não chove, o circo é sempre lotado por nossa comunidade que sabe tão bem abraçar e contemplar a cultura circense. Muitos adultos, crianças e idosos vão ao Circo ver as baianas, os trapezistas, malabaristas e os palhaços que os divertem.

22 de janeiro de 2011

Projeto Minha Cidade

Uma equipe da Intertv Cabugi esteve em Janduís, sexta-feira, 21, para gravar histórico da cidade para o Projeto Minha Cidade exibido todas as segundas, quarta e sextas na emissora potiguar.

No fim da tarde, os principais grupos culturais de Janduís Ciranduís, Brincantes do Sertão, Filhos do Sol e Balai de Artes, realizaram cortejo saindo da biblioteca pública até a Praça Santa Terezinha, onde realizaram apresentações relâmpago.

O garoto Francisco Jesus e o cantor Marcos Lima fizeram uma palhinha para o Projeto.

Continuação do espetáculo O Fuxiqueiro

Antes mesmo da Cia. Ciranduís se reunir e avaliar o I Semestre de 2010, o elenco do espetáculo “O Fuxiqueiro” se reuniu, quinta-feira, 20, às 19h, na sede para definir a continuidade do espetáculo em 2011.

Dois importantes atores do texto estão se afastando das atividades do grupo nos próximos dias. Ryedson Oliveira vai morar em Recife/PE e Elias Longim (Sidu) vai se dedicar as atividades do trabalho e à Igreja Evangélica.

Nos próximos meses é esperada a partida de mais membros para a capital do Estado e cidades de outros estados. Com isso, o espetáculo ganhará nova roupagem com mais uma composição do elenco.

Teatro é ciência, além de arte

Todos concordam que o teatro é uma arte, mas poucos concordariam em dizer que também é ciência. Isso já foi dito antes, o dramaturgo e poeta alemão, Bertolt Brecht, já dizia que o teatro de uma era científica, exigiria do ator uma compreensão em nível científico para que pudesse dialogar com as questões da pauta do dia da sociedade. Mas aliás, que é ciência mesmo o que quer dizer isso de compreensão em nível científico?

Ciência, conforme conhecida em nossos tempos é um sistema de explicação particular, existem muitos outros legítimos e reais. E o que distingue esse sistema é a existência de alguns critérios, conforme explica Humberto Maturana com os critérios de validação da explicação cientifica (Maturana 2001): 1o. Um fenômeno considerado válido pela comunidade para se explicar, tentar responder o que as pessoas não perguntaram geralmente faz nenhum sentido. 2o. A proposta de um mecanismo gerador, isto é uma receita pela qual podemos reproduzir o fenômeno, ou ao menos afeta-lo de modo previsível. 3o. Que a comunidade aceite essa explicação, colocando em teste esses mecanismos, vendo-os ma pratica. 4a. Ocorrerá então mudança na conduta, mudança por aceitação de uma explicação contendo um mecanismo gerador, quer dizer, prático e testável.

Um dos nossos problemas coletivos é que a ciência foi, rapidamente, entendida como galinha de ovos de ouro do conhecimento natural, e foi seqüestrada por um grupo de homens egoístas e violentos, que usufruem avidamente de seus frutos, que utiliza os cientistas de modo burocrático e autoritário para a produção de armas, de bombas atômicas a germes virulentos a serem utilizados em guerras de interesse econômico. Trancaram a prática científica dentro de universidades e institutos de pesquisa, de laboratórios sofisticadíssimos e caros, custeados com dinheiro público de modo geral. Desse modo, muito poucos tem acesso a ciência, e muitos menos ainda oportunidade de refletir profundamente sobre os mecanismos e contradições do mundo cientifico. Note-se que não é pequeno o número de pesquisadores e cientistas proscritos oficial e tacitamente pelos barões das ciências do Brasil. Ciência sobremesa, que importa verdades enlatadas de laboratório para mal-empregar o recurso publico de país que luta para sair da miséria, para sair da pior das misérias que é a ignorância, a humilhação, a falta de conhecimento, o obscurantismo e o fanatismo que uma parte enorme de nosso povo esta imersa.

Entretanto, a ciência não esta longe de nós, ao contrário, é diária e cotidiana. Mais que isso, somos confrontados por diversos problemas cuja maioria deles já tem solução conhecida. Somos cientistas e não assumimos isso, não pensamos profundamente sobre nossos problemas, sequer sabemos que podemos sair de qualquer lama através da reflexão, da identificação de possibilidades e superação através de ações coletivas. Mas para isso é preciso método, jeito de fazer, reflexão, e conhecimento de características básicas do ser humano, da biologia humana, ajudam os segredos da medicina e o conhecimento científico de nossa era, aplicado a serviço da natureza e da humanidade.

O teatro é uma ciência tão antiga quanto o homem, esta apoiado no conhecimento das mais fundamentais leis da biologia cultural humana, se apóia em todos os saberes disponíveis num determinado momento, para se fazer a superação, a transformação, a concretização do sonho em matéria, a utopia que significa o espetáculo humano do possível, do transcendental. Se fundamenta na magia, nos rituais, no mistério inerente da biologia e do viver humano, se fundamenta no fluxo eterno, no contato com dimensões mais profundas de nossa natureza, e que isso é parte fundamental de nossa existência de atores humanos, que sem isso viramos máquinas, com vida mecânica de repetições e falsidades de televisão. É uma questão de saúde, de coerência em uma era científica.

O teatro, como boa atividade humana, é também arte, tem seus métodos e jeitos de fazer, e é ciência pois está necessariamente ligado às formas de explicar o mundo, conhecimentos, paradigmas vigentes de seu tempo, e estes nos últimos 150 anos testemunhamos em escala global a colonização de um particular tipo de conhecimento, nomeadamente o conhecimento cientifico, que sabemos, contribuiu para os maiores milagres e as piores violências contra a humanidade e o planeta.

Quer dizer, que essa reflexão, desde que aceitas por quem lê, propõe que o teatro, bem como todas as atividades humanas, sejam praticadas com mais responsabilidade científica, e mais ética, pois além de reproduzir idéias da ciência, tem grande responsabilidade por nossa existência coletiva na Terra.

A derrubada das paredes do conhecimento, sua integração da arte a ciência, integrar os saberes e os fazeres, é fundamental para que possamos exercer nossas melhores possibilidades e sentimentos. Como é que você sabe que sabe uma coisa se não faz? E como é que você faz para fazer uma coisa se não sabe?

Vitor Pordeus
Médico pesquisador e ator.

Enviado por Ray Lima – Escrito depois de gravarmos uma conversa com o diretor de teatro Amir Haddad e o cientista Nelson Vaz juntos no Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Referências
Laboratório TupiNagô de Arte e Ciência. HTTP://tupinago.blogspot.com
Núcleo de Cultura, Ciência e Saúde, Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro. HTTP://nccsrio.blogspot.com
Universidade Popular de Arte e Ciência do Brasil HTTP://universidadepopulararteciencia.blogspot.com
Maturana H. Cognição, Ciência e Vida Cotidiana. Editora UFMG, Belo Horizonte. 2001
Brecht B. Brecht on Theatre edited by John Willet, Hill and Wang, New York, 1964

Articulação dos Pontos de Cultura do RN

Representantes de Pontos de Cultura do Rio Grande do Norte, titular e suplentes, se reunirão quarta-feira, 26, no Auditório do IFRN, a partir das 09h, na Av. Rio Branco, em Natal. A decisão foi tomada via rede dos Pontos via internet e anunciada quarta, 19.

O ponto principal das discussões serão as prestações de contas dos Pontos, recursos dos que ainda não receberam, Encontros estaduais dos Pontos e assuntos relativos ao bom funcionamento dos projetos no RN.

O Ponto de Cultura Em Cena Ação de Janduís, já confirmou presença.

Apoios confirmados

A direção do bloco Ktu-k-tu, em Janduís, já confirmou todos os apoios para o 5º ano de folia no carnaval 2011. Comércios, políticos e amigos estão nos apoiando seguidamente por acreditarem na cultura dos blocos que aos poucos somem das cidades.

Nossos apoios confirmados.
1. Dep. Estadual Dr. Leonardo Nogueira
2. Dep. Estadual Fernando Mineiro
3. Dep. Federal Fátima Bezerra
4. Vereador Jacinto Fernandes
5. Vereador Braga
6. Vereador Adeilson Alves
7. Vereador Fábio Dantas
8. Mercadinho do Dedezão
9. Dário Eletromoveis
10. Borges Eletromoveis
11. Ster Bom
12. JS Construção
13. JS Limpeza
14. JS Eletromoveis
15. Wilza Dantas
16. Universo Informática
17. RR Serigrafia
18. Intec Informática
19. Cia. Ciranduís
20. CS Artes e Design

Todos os apoios são padronizados em valores e na divulgação afixada nos abadas distribuídos com os membros. Para 2011, o bloco sairá com uma média de 35 foliões e percorrerá os principais carnavais do RN e PB.

13 de janeiro de 2011

29º Escambo de Guaramiranga/CE

Mais um encontro do Movimento Escambo Popular Livre de Rua, acontecerá entre os dias 28, 29 e 30 de janeiro, sediado na cidade de Guaramiranga/CE, contabilizando seu 29° encontro em quase 20 anos de história.

A cidade de Janduís será representada pelos grupos Ciranduís, que levará 09 membros, o espetáculo “O Fuxiqueiro” e palhaços, além da Cia. Brincantes do Sertão e o Grupo Ginga Faceira que irão com dois representantes cada.

Contaremos com a participação da Cia. Arte e Ação de Messias Targino, que levará pela primeira vez ao Escambo, o espetáculo “Mama Mia”. Teremos os grupos Arte e Ginga e Tribo da Arte de Lucrécia, Arte e Riso de Umarizal, grupo articulador do movimento.

Confirmado ainda, presença dos representantes do Grupo de Teatro do Projovem de Portalegre, Movimento Social de Upanema, com dois representantes, e aguardamos pronunciamento do Transformação de Campo Grande e CAV de Governador.

Todos os grupos estão se mobilizando no sentido de garantir seus deslocamentos e contribuição na alimentação. Aqui em Janduís, os grupos representados enviaram ofício ao Secretário de Educação, Cultura e Desporto, Cácio Santos.

Ponto Em Cena Ação

O Ponto de Cultura Em Cena Ação está em fase de prestação de contas de 2010, para que assim posso receber sua segunda parcela para 2011. Algumas pendências em documentos de prestadores de serviços, algo já encaminhado.

O Ponto de Cultura que é ligado a Associação Amigos da Casa de Cultura, pretende ampliar seu leque de discussão em 2011 e fazer uma gestão cultural integrada com apoios dos grupos, artistas e dos Poderes Público.

Após reunião do Comitê Gestor que acontecerá em breve, reuniremos os membros da Associação para discutir um calendário fixo de reuniões ordinárias e atividades mensais. Será um momento para apresentação do balanço financeiro de 2010 aos seus integrantes.

Reunião com Isaura Rosado

Representante dos Pontos de Cultura do Rio Grande do Norte, Rodrigo Bico, ao lado de Teotonho Roque do Ponto de Cultura Luminar e demais representantes, estiveram reunidos com a nova presidente da Fundação José Augusto, Isaura Rosado, segunda-feira, 10, às 12h, na sede da Fundação, em Natal.

Como ponto de pauta foi levantado à situação da Rede Estadual dos Pontos de Cultura, convênio FJA/MINC; Pagamento da I parcela aos 17 PCs que ainda não receberam; pagamento da II parcela aos PCs que já realizaram suas atividades em 2010; situação dos suplentes e ampliação da rede no Estado.

A Secretária mostrou conhecimento do assunto e interesse em tentar resolver os problemas dos editais no estado. Questionada sobre previsão de pagamento, disse que necessita de um tempo para resolver tudo e salientou que trabalhará para que seja o mais breve possível.


“Ao sairmos da reunião, ligamos para a Secretaria de Cidadania Cultural/MinC para falar com a Coordenadora Geral de Gestão de Pontos de Cultura - Sra. Eliete Braga. Ela nos informou que está aguardando a definição do novo secretário da SCC para que possa tratar sobre o assunto”. Informou Teotonio Roque.

Carnaval 2011

O bloco Ktu-k-tu de Janduís, um dos blocos já tradicionais do Estado e da região, busca articular todas as pendências para o carnaval 2011, que será entre os dias 5, 6, 7 e 8 de março. Todos as diligencias já estão encaminhadas.

No inicio de janeiro, a direção se reuniu com a maioria dos membros e definiu prazo para confirmação de membros, que será até o dia 15 de janeiro. Depois nisso, serão confeccionados os abadas que deverão conter a confirmação dos apoios.

Transporte, estadia em cidades de folia, bebidas, alimentação serão fechados até o final de janeiro. Em seu 5º ano de folia, a mensalidade está estipulada em R$ 380,00 e o folião dispõe de quatro abadas, alimentação, tardes de sol, bebidas, transporte e estádia. O bloco têm três vagas em aberto.

Recurso do Prêmio Areté

A Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura, acatou nosso requerimento e baixou portaria dando dois dias de prazo para recorrer com recursos sobre o Prêmio Areté – Eventos em Rede, conquistado em 2010.

Em nota, divulgamos nossa inabilitação em rede e enviamos documento solicitando tempo de defesa, uma vez que não tomamos conhecimento do problema alegado: ausência de projeto básico.

Correria e tanta coisa em dois dias foram articulados, mas conseguimos enviar o recurso. Para isso, contamos com a colaboração do Secretário de Administração Eudimar Gurgel, que atendendeu todas as questões solicitadas. Agora é aguardar!

Estrutura da Casa de Cultura

A Casa de Cultura de Janduís que foi erguida em 2006, não teve ainda seu ato de inauguração oficial pelo Governo do Estado. Já são quase cinco anos de espera, para que a Casa seja reconhecida pelos autos da Fundação Augusto.
Porta do banheiro/auditário
Durante todo esse tempo, a Casa de Cultura passou por reforma na pintura, teto e conserto de algumas fechaduras. A ação do tempo tratou de deixar a estrutura física em estado precário. Muita coisa precisa ser restaurada.
Porta do corredor central
Privadas, teto, portas, piso, auditório, extintores vencidos, serviços de pinturas e instalações elétricas precisam ser revisados urgentemente, a ponto de se agravar mais o estado físico da Casa, acarretando uma possível interdição. Tudo já foi informado a Fundação José Augusto, através de relatório.

Casa de Cultura de Janduís

Após exoneração do Agente da Casa de Cultura de Janduís, a instituição continua sob cuidados do ex-agente e artista Lindemberg Bezerra, uma vez concedida pela Fundação José Augusto, até a nomeação do novo agente.

É possível que até março a Casa de Cultura Popular já esteja com novo administrador. Enquanto isso, muitas especulações sobre a Exoneração de ANTONIA LOPES DE MENEZES, que não era funcionária ativa.

Pintonha como é conhecida, foi Nomeada em 2007 junto com o Agente Lindemberg Bezerra. Por falta do cargo no organograma do Estado a mesma foi exonerada logo no mesmo ano. Quanto à segunda exoneração em janeiro deste ano, acredita-se que tenha sido equívoco.

11 de janeiro de 2011

7 de janeiro de 2011

Prêmio Areté

A Cia. Ciranduís que havia ganhado o “Prêmio Areté – Eventos Culturais em Rede” em 2010, no valor de R$ 10.000,00 (Dez Mil Reais), está de fora da lista segundo portaria do Ministério da Cultura publicada em 27 de dezembro de 2010.

Enquanto aguardávamos algum contato ou notificação da Secretaria de Cultura e Cidadania para recebimento do Prêmio, a comissão avaliava os recursos de projetos que tinha ficado de fora e questionaram seus direitos, o que é natural.

O que não entendemos foi constar na nova lista nosso projeto como inabilitado por “ausência de projeto básico” e um monte de projetos que estavam de fora, contemplado pelos recursos enviados solicitando revisão. Até aí é legítimo.

Conseguimos falar com a Secretaria de Cultura e Cidadania e nos dissera que houve uma reavaliação por questionamentos da CGU e constava que não mandamos o Projeto básico. Como pode um projeto ir seu fundamento maior e ser aprovado e depois não existir?

Enviamos um requerimento a Secretaria de Cultura e Cidadania e Cultura, no sentido de ser revisto esse posicionamento o qual consideramos equivocado. Já é difícil enviar o material por não termos condições, imagine realizar ações como o Projeto Raízes.

Confirma portaria com nosso nome aprovado:
http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/2010/07/portaria-premiados-e-classificados-arete-2010.pdf

Portaria que nos desclassifica:
http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/2010/03/Binder2.pdf

Correção

A matéria que publicamos sobre o encontro de grupos teatrais e artistas em Messias Targino, o qual foi adido, não seria realizado pelo Projovem Adolescente e sim pelo Grupo de Teatro Arte e Ação, como nos comunicou um de seus membros. Registro feito!

5 de janeiro de 2011

Espetáculo do Escambo

O teatrólogo Junio Santos e um dos fundadores do Movimento Escambo Popular Livre de Rua, fará montagem de espetáculo cênico nos próximos dias com atores e militantes de grupos pertencentes ao Movimento.

A idéia é que vários atores se juntem em torno de um espetáculo que fará turnê por várias cidades brasileiras. Já estão confirmados Lindemberg Bezerra e Diego Tavares da Cia. Ciranduís de Janduís, Jardeu Amorim da Cia. Arte e Riso de Umarizal e Dicivan Souza do Grupo Abelhar de Felipe Guerra.

Os atores convidados e que colocaram o nome a disposição aguardam comunicado para início dos ensaios e vivências dentro do processo de montagem. Outros atores serão inseridos na montagem.

Encontro adiando

Em Messias Targino, cidade vizinha a 15 km, uma equipe do Projovem Adolescente, articulava encontro com a juventude, artistas e grupos culturais da região, nos próximos dias 07, 08 e 09 de janeiro, na própria cidade.

O encontro foi cancelado em virtude do município não ter recebido ainda os recursos do programa Projovem Adolescente, pelo Governo Federal, atraso natural que vem acontecendo com vários outros municípios. Uma nova data está sendo estudada.

Além de artistas e jovens da cidade, foram convidados os grupos Arte e Riso de Umarizal, Tribo da Arte e Arte e Ginga de Lucrécia, Cia. Ciranduís e Brincantes do Sertão de Janduís e seria acrescentado o Projovem de Portalegre.

Mudanças no STR em Janduís

O Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Janduís, realizou Assembléia Geral Extraordinária, segunda-feira, 03, às 10h, na sede, para oficializar mudanças na instituição, assim como, discutir assuntos de interesses gerais.

Assim como vários outros sindicatos do estado passam por mudanças em sua nomenclatura, em Janduís não será diferente. O STR passará a ser Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar – SINTRAF.

Foram feitas explanações sobre os benefícios para os trabalhadores e em seguida a Assembléia homologou a proposta. Ao final foram sorteadas várias redes aos trabalhadores, seguido de um suculento café da manhã.

2 de janeiro de 2011

É hora de reconstruir!

Estamos de pés firmes em 2011. Contudo, a nossa militância no campo da arte e cultura chega com mais experiência. O momento é de expectativa política, uma vez que o Rio Grande do Norte e o Brasil empossam novos governantes.

Em Janduís, muita expectativa em prol da vida ativa da cultura que entre 2009 e 2010 contou com um declínio muito ruim. Grupos acabaram e algumas ações foram mais em outros municípios do que na própria cidade, como foi nosso caso.

Nossa expectativa se firma com a realização de uma avaliação sobre o segundo semestre de 2010 e a previsão de atividades a serem realizadas nesse primeiro semestre de 2011. Esse encontro com os membros deverá acontecer até a metade de janeiro.

Como é de costumem há pelo menos dez anos realizamos dois encontros anuais com membros para avaliar e repensar nossas ações. A partir daí, com um objetivo traçado, partimos para a consolidação de parcerias e apoios.

Nova Mesa Diretora da Câmara Empossada

A nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Janduís, tomou posse neste sábado, 01 de janeiro de 2011, em sessão realizada, às 16h, na sala de sessões Elpidio Gurgel.

A Mesa Diretora que irá conduzir os trabalhos de 2011/2012 conta com os vereadores Adeilson Alves – Presidente, Raimundo Canuto – Vice-Presidente, Rênio Gurgel – 1º Secretário e Paulo Silvano – 2° Secetário, ambos do PT.

A Sessão foi marcada por discursos de boa sorte proferidos por todos os vereadores presentes, prefeito e vice-prefeito. Compareceram a Sessão secretários, coordenadores, membros Diretório do PT e simpatizantes.

O vereador Braga-PT, fez um discurso em cima do dever cumprido e com o pleno gozo político, uma vez que nunca foi notificado por nenhuma autoridade judicial local ou estadual. O mesmo ainda ressaltou a lisura dos recursos públicos e a contribuição ao Poder Executivo.

Faltaram a sessão os vereadores Jacinto Fernandes e Jozenildo Morais por motivos superiores. Ao final, foi servido um coquetel para todos os convidados.

Reveillon em Janduís

Na passagem de 2010 para 2011, muitas famílias janduienses preferiram ficar em casa e comemorar a chegada do ano com seus familiares e amigos. Em todas as ruas muita alegria e descontração de nosso povo.

Jantares entre amigos, tradicional brincadeira da amiga secreta, na cidade e zona rural também marcaram a passagem de 2010. Nosso povo contagiado de alegria, como sempre sabe bem o caminho para bons momentos.

A Praça Hermilo Vieira, contou a presença de Marcos Lima e Marcio Show animando toda a noite. Quando o relógio tocou meia noite, muitos abraços e uma bonita queima de fogos dando boas vindas a 2011.

A juventude também teve sua festa no Ponto Frio, com a Discoteca Discovery. Festa e alegria foi o que não faltou em Janduís. A entrada de 2011 agradou a todos os gostos e todas a idades, sem brigas, tumultos e nenhuma ocorrência registrada.